Ligar para Sumus Clique para ligar 11 2847-1811 | 11 2364-2281
Facebook Sumus Google Plus Sumus Linkedin Sumus

5 dicas de gestão financeira para facilitar o trabalho de um diretor financeiro

Conheça as ferramentas você deve dispor para fazer o seu trabalho da melhor maneira possível

Gerenciar uma empresa e fazer ela crescer, usando o menor número possível de recursos e obtendo a maior receita necessária para o bom funcionamento e também para que haja lucro. Na teoria, parece simples definir o papel de um gestor para que ele possa levar uma companhia no rumo do sucesso. Na prática, porém, a situação não é bem assim.

Gestão financeira

Não são todas as pessoas que possuem aptidões para gerenciar um negócio, seja por falta de conhecimento técnico ou mesmo por falta de interesse em uma área como essa. Se esse é o seu caso, além de buscar conhecimentos sobre o tema, outra alternativa é procurar um profissional específico para gerenciar as finanças da sua empresa.

Contudo, ainda assim, pode não ser suficiente. Algumas empresas se perderam tanto em meio à maneira errada como trabalham que parece ser uma missão impossível recuperá-las e colocá-las no bom caminho. Porém, você pode dar uma força e tanto para esse profissional facilitando o trabalho dele e seguindo algumas dicas úteis para a gestão financeira de qualquer negócio. Vamos a elas.

1 – Contas a pagar e a receber precisam ser informatizadas

Antes de tudo, é preciso que o gestor tenha ciência exata daquilo que está fazendo em seu posto de trabalho e essa certeza virá apenas mediante o acesso às informações. Um controle rígido de tudo que é recebido e tudo que é gasto pela empresa é essencial para que seja possível fazer algum tipo de planejamento. Nos dias de hoje, é praticamente inconcebível fazer isso de forma manual.

Contas a pagar

Portanto, a primeira dica e providenciar um software que possa fazer um registro geral de tudo aquilo que é recebido e tudo aquilo que é gasto pela empresa. Deve haver a possibilidade de detalhar cada item para identificar qual deles pode ser cortado em definitivo ou qual pode ser reduzido. A informatização desses processos e sua posterior automatização podem ser um diferencial competitivo para a companhia.

2 – Gestão financeira se faz com planejamento

A gestão financeira é peça importante da sua empresa e quem está no comando precisa estar ciente de todas as decisões. De nada adianta a companhia estar caminhando para um lado quando seus gestores e diretores vão para outro. Por isso, tenha em mente que o planejamento precisa estar muito claro antes da tomada de decisão.

Planejamento Financeiro empresarial

E, qualquer decisão que for tomada, precisa contar com a participação do diretor financeiro. Ele precisa estar ciente dos projetos, bem como deve ter espaço para sugerir linhas de gestão de finanças que possam ser benéficas para a companhia, em médio e longo prazo. Não transforme o seu diretor financeiro em um simples “pagador de contas”.

3 – O diretor financeiro é um consultor de investimentos

A partir do momento que tudo está rodando de forma automática e a gestão financeira está planejada, é hora de colocar as diretrizes em prática. E isso inclui não apenas pagar as contas em dia ou receber aquelas que estão pendentes. Isso inclui também saber como trabalhar o dinheiro que está “parado” à espera de uma conta para pagar.

Transformar os fluxos de caixa em investimentos rentáveis pode ser uma boa alternativa para quem deseja obter uma receita extra. Dessa forma, dar autonomia para que o diretor financeiro possa negociar e fazer essas escolhas é umas das maneiras com as quais você pode contar com o trabalho desse profissional. E, é claro, facilitar a vida dele dando acesso a tudo isso.

4 – Documentação em dia: planejamento de tributos é fundamental

Outa maneira de facilitar a vida do seu diretor financeiro é deixando a documentação da sua empresa em dia. Pode parecer bobagem, mas é grande o número de empresas que perdem oportunidades por estarem com impostos atrasados e por não terem a documentação disponível e atualizada na data necessária. Além disso, acabam pagando multas e juros sobre impostos e taxas.

Pagamento de tributos

Faça de tudo para que sua companhia não seja mais uma das que joga dinheiro pelo ralo apenas por falta de planejamento e infraestrutura. Mesmo na hora de negociar uma condição melhor em um banco, é papel do responsável pela gestão de finanças apresentar o melhor perfil financeiro possível e, por isso, ele vai precisar contar com a organização dos pontos de vista contábeis e jurídico.

5 – Dê a ele meios de controle

Mesmo que o planejamento esteja em dia o diretor de finanças esteja alinhado com a sua gestão, é importante ainda dar a ele ferramentas de controle para que possa não apenas identificar problemas, mas tomar decisões. É o caso, por exemplo, dos gastos com telefonia, considerados um dos itens que mais pesam no orçamento de uma empresa.

Há muitas tecnologias e ferramentas que permitem hoje identificar os colaboradores e setores que realizam mais chamadas e ratear os custos. Além disso, por meio da implantação de rotas específicas, o sistema pode identificar operadoras e direcionar as ligações para aquela em que a tarifa seja mais em conta.

Dar esses subsídios para quem está sob o comando da gestão financeira é fundamental para que essa pessoa possa negociar com operadoras contratos de telefonia com tarifas mais atrativas e condizentes com a sua realidade. Por isso, é fundamental que essas ferramentas estejam sempre à mão para que possa haver mais agilidade na hora de tomar decisões como essas.

assinatura


Qual sua opinião sobre o assunto?

Download Sistema Sumus Trial

Preencha o Formulário abaixo e Descubra o quanto sua Empresa pode reduzir custos

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório)

Telefone (obrigatório)

Qual é o produto de seu interesse?

Descreva como podemos ajudá-los

Saiba como economizar com celulares na sua Empresa