Download Sistema Sumus Trial

Preencha o Formulário abaixo e Descubra o quanto sua Empresa pode reduzir custos

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório)

Telefone (obrigatório)

Qual é o produto de seu interesse?

Descreva como podemos ajudá-los

Saiba como economizar com celulares na sua Empresa

monitores de computador

A Internet das Coisas: Como Ela Ajuda O Seu Pequeno Empreendimento

Antigamente, quando se falava sobre internet, o único dispositivo associado era o computador. Hoje, a situação está totalmente diferente – e deve mudar ainda mais 

A internet foi uma grande inovação para a humanidade, disso ninguém duvida. Sua origem data para a década de 1960, como resultado de uma solicitação dos Estados Unidos para uma forma de comunicação robusta e sem falhas.

Porém, a internet moderna, da forma com a qual nós conhecemos hoje, surgiu na década de 1980, e por volta da década de 1990, ela passou a ser comercializada, de modo a atingir um número muito maior de usuários.

Há aproximadamente 15 anos, quando se falava sobre internet, não tinha como não pensar em um computador, que, na época, era o dispositivo utilizado para seu acesso. Conseguir utilizá-la em um celular era algo raro e também muito mais caro.

Isso ficou mesmo no passado, já que a internet das coisas promete revolucionar ainda mais esse segmento, para que todo o mundo esteja interconectado, não apenas os dispositivos que usamos hoje, mas também várias outras coisas.

O que é a internet das coisas?

Por mais abrangente e impreciso que possa parecer, sua definição é justamente essa: conexão à internet através de coisas, e não apenas dispositivos eletrônicos, como é de costume hoje em dia.

Basicamente, é como se o primeiro estágio da internet fosse aquele da época dos computadores de mesa, que eram grandes e nada portáteis. Então, veio a segunda fase, majoritariamente com celulares e tablets, e a terceira fase seria a internet das coisas.

Esse, que é um dos termos de TI que todo profissional da área precisa saber, consiste em uma rede composta por objetos físicos, automóveis e até mesmo prédios, entre outras coisas, que podem ter uma conexão para envio e recebimento de dados. 

internet-das-coisas

Portanto, com esse conceito, é perfeitamente possível imaginar que geladeiras, fogões, fornos, geladeiras, camas, chuveiros, portas e portões automáticos se conectem à internet e troquem informações com as pessoas.

A primeira possibilidade que a internet das coisas nos traz é a de controlar dispositivos remotamente, como programar o forno para que ele aqueça a lasanha na hora que você sai do trabalho. Assim, ela estará quentinha quando chegar.

Porém, não apenas isso será possível: através de sensores conectados ao equipamento, caso o forno identifique que sua resistência não está funcionando e precisa ser substituída, será enviado um recado para que o proprietário solicite o conserto.

Ou seja, resumidamente, tudo o que estiver conectado poderá ser utilizado tanto para receber informações e comandos quanto para enviá-los, o que permitirá uma troca de informações sem limites.

Na verdade, existe um verdadeiro universo de possibilidades que são abertas por essa nova tecnologia, que também permitirá que as “coisas” conectadas possam ser utilizadas como prestadoras dos mais variados serviços para as pessoas.

A internet das coisas já pode ser plenamente utilizada hoje?

Se você quer que 2018 seja o melhor ano da sua empresa, então é claro que está à procura de serviços, tecnologias e possibilidades para oferecer aos seus clientes, que fujam daquilo que o mercado já oferece.

Ainda que o conceito já exista e possa ser verificado em alguns equipamentos, a internet para as coisas ainda não é uma realidade tão comum a ponto de ser utilizada completamente no nosso cotidiano hoje, mas é claro que isso acontecerá – e logo.

A internet das coisas e o 5G são tecnologias que andam juntas: enquanto a primeira trata da conexão entre praticamente tudo que existe, a segunda é a tecnologia que possibilitará essa conexão, como uma expansão do 4G.

Por isso, para uma plena aplicação desses conceitos, ainda será necessário esperar por mais um pouco, até que eles já estejam à disposição de todos. Porém, isso não quer dizer que o que existe atualmente não possa ser usado.

Como um pequeno empreendimento poderá se beneficiar da internet das coisas?

Lembre-se: o que for dito em seguida pode parecer algo utópico, já que é uma realidade que ainda não está tão disseminada, mas não se assuste se isso já fizer parte do seu cotidiano daqui a 5 ou 10 anos?

Confeitaria inteligente

São 4 da tarde, ainda faltam duas horas para terminar o seu expediente, mas você se lembrou daquele bolo de fubá que a sua avó fazia e faria de tudo para que pudesse experimentá-lo de novo. Por que não?

Com uma pesquisa na internet, você encontra a mesma receita que sua avó usava. Então, envia-a para o forno inteligente de uma confeitaria no seu bairro, e assim que sai do trabalho, passa lá e só retira o bolo, já que ele foi pago pelo aplicativo.

internet-das-coisas

Lista de compras da geladeira

Sua geladeira é super inteligente: ela identifica tudo o que você compra geralmente, e quando determinado item está acabando, manda uma mensagem para o seu celular, para que você fique ciente.

Então, você tem duas opções: ou envia essa lista para o mercado e apenas passa lá para retirar os alimentos ou manda para um mercado online, que separará os produtos e entregará direto na sua casa. O único trabalho que você terá é o de guardar as coisas na geladeira.

Ah, e para que você não tenha que abrir a geladeira toda hora para saber o que tem dentro dela, ela tira uma foto e a disponibiliza em um painel. Assim, não é preciso nem abrir a porta para saber, e a internet das coisas salva o dia mais uma vez.

Abastecimento agendado

O combustível do seu carro está quase no fim. Como você programou uma viagem com seus amigos para o final de semana, então ele manda uma mensagem para o seu celular, que avisa que o carro precisa ser abastecido e quantos litros são necessários.

Então, você passa no posto de gasolina, e a conexão entre o seu carro e a bomba do posto já programa o volume que você precisa. Então, você mesmo coloca o bico da bomba no tanque, abastece e depois vai embora, já que o pagamento é automático.

Ah, é claro que o carro já conta com um GPS integrado e que avisa onde você deve ir, tudo isso graças à internet das coisas.

Invista em empreendimentos inovadores e futuristas!

Como foi dito anteriormente, esses são apenas alguns exemplos, mas que podem muito bem ser realidade daqui a pouco tempo. Além disso, existirão vários outros empreendimentos além de uma confeitaria, um mercado e um posto de gasolina.

Com esses meros exemplos sobre a internet das coisas, dá para perceber que a tecnologia oferecerá tudo o que você precisa para poder ser um empreendedor de sucesso no futuro.

Um dos maiores erros em uma pequena empresa é justamente não abrir as portas para a inovação e se manter preso ao passado, o que não levará a nenhum lugar interessante, ainda mais no longo prazo.

Por isso, se você quer ser um empreendedor de sucesso, não será preciso investir uma fortuna. É só ficar atento ao desenvolvimento das tecnologias, em especial da internet das coisas, e oferecer algo que surpreenda os clientes. Recursos para isso não faltarão. 

O que achou do nosso artigo? Você já sabia o que é a internet das coisas? Deixe nos comentários e aproveite para saber como a Sumus pode ajudar sua empresa!

assinatura

Queremos ajudar sua empresa também! Solicite, sem compromisso, seu orçamento.


Qual sua opinião sobre o assunto?