Download Sistema Sumus Trial

Preencha o Formulário abaixo e Descubra o quanto sua Empresa pode reduzir custos

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório)

Telefone (obrigatório)

Qual é o produto de seu interesse?

Descreva como podemos ajudá-los

Saiba como economizar com celulares na sua Empresa

Por que o seu negócio precisa de mobilidade corporativa?

Entenda melhor o que é esse conceito e como ele pode ajudar sua empresa

O desenvolvimento de novas tecnologias e sua adoção por parte das empresas é capaz de mudar fortemente o mercado de trabalho. Um bom exemplo é a mobilidade corporativa, tendência que se torna mais presente a cada dia que passa.

Ainda que o termo possa soar como novidade, sua aplicação já é conhecida – e até mesmo utilizada – por boa parte das empresas, ligadas nas exigências e necessidades do mundo moderno e que, por isso, desejam se adequar ao que ele pede.

Vamos conhecer esse conceito de mobilidade, como ele se aplica e o que pode oferecer de bom às empresas.

O que é mobilidade corporativa?

O termo define a evolução das atividades profissionais e a importância que as empresas têm de adotar a mobilidade no trabalho para seus colaboradores através do atendimento de todas as exigências de segurança, agilidade e produtividade.

Em outras palavras, representa o movimento que se vê com cada vez mais intensidade no mercado de trabalho, de dar aos colaboradores a possibilidade de trabalhar remotamente, seja através de seus computadores pessoais ou dispositivos móveis.

Pode-se dizer que a mobilidade corporativa seja similar ao conceito que temos de home office hoje, mas ao invés de ser algo esporádico, sua abrangência é ainda maior. Por exemplo, os colaboradores poderiam trabalhar à distância sempre que necessário.

mobilidade corporativa

 

 

 

 

 

 

 

 

 

De acordo com uma pesquisa do espaço de coworking Spaces, que entrevistou 900 profissionais no Brasil, 55% deles já utilizam o modelo de home office ao menos uma vez na semana, número bastante representativo.

Por outro lado, existe um pouco de insegurança por parte de algumas empresas, de acordo com o que mostrou a pesquisa Home Office Brasil 2016, feita pela SAP Consultoria em conjunto com a Sociedade Brasileira de Teletrabalho e Atividades (SOBRATT).

Na pesquisa, constatou-se que 90% das empresas que ainda não adotaram o home office atribuem essa decisão à segurança das informações, gestão de atividades, cultura da empresa, aspectos legais e infraestrutura.

Ainda, a pesquisa Flexibilidade no Mercado de Trabalho, feita pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) em parceria com o Ibope, com dados referentes a 2016, indicou que 81% dos brasileiros gostariam de ter flexibilidade no trabalho.

Essa flexibilidade poderia ser obtida na forma do home office ou de trabalhos em locais alternativos quando fosse necessário, o que vai diretamente de encontro com a mobilidade corporativa.

Logo, o panorama que se observa no mercado atualmente é que muitos colaboradores desejam mais mobilidade, algumas empresas já oferecem essa possibilidade e outras ainda se sentem incertas em relação a isso.

Os serviços de mobilidade empresarial se mostram como ótimas opções, com o objetivo de aliar as expectativas e desejos de ambas as partes e, assim, proporcionar melhores condições no mercado de trabalho.

Como os serviços de mobilidade corporativa agem nessa tendência?

Sua aplicação visa trazer a segurança e a confiabilidade que as empresas procuram, de modo que seja possível oferecer a praticidade e a flexibilidade que os colaboradores desejam para a sua rotina de trabalho.

A mobilidade corporativa pode ajudar no comprometimento dos profissionais, o que é algo muito procurado pelas empresas para diminuir a taxa de rotatividade e ter colaboradores focados e motivados, mas é preciso agir com os recursos certos.

Quando se fala nessa mobilidade, é preciso garantir que os dispositivos móveis utilizados pelos colaboradores tragam toda a segurança necessária, já que eles passarão a ser utilizados para o acesso de sistemas e informações sigilosas.

O MAM e MDM são dois sistemas que podem ajudar a alcançar esses objetivos e, ao mesmo tempo, contribuir para a gestão do setor de telefonia da empresa. Seu funcionamento se dá da seguinte forma:

  • MAM (Mobile Asset Management): gestão de ativos da telefonia móvel, responsável por controlar os processos relacionados ao ciclo de vida dos dispositivos, bem como a atualização constante do inventário.

  • MDM (Mobile Device Management): gestão de dispositivos móveis, ajuda a controlar gastos, manter as informações protegidas e monitorar as despesas com telefonia. O mercado global de MDM tem a expectativa de crescer para US$ 7,86 bilhões em 2023, de acordo com o relatório “Mobile Device Management Market: Global Forecast until 2023”, da ReportLinker.

Cada sistema atua de maneira diferente, mas é fato que sua aplicação ajuda na adoção da mobilidade empresarial, tanto para os colaboradores quanto para as empresas.

Estatísticas da mobilidade corporativa

Algumas tendências e estatísticas ajudam a entender como essa área está em constante crescimento. Elas são as seguintes, com suas respectivas fontes:

  • Aplicativos móveis representam 60% do tempo gasto no meio digital (Enterprise Mobility Exchange: Engaging Customers With Mobility); 
  • O mercado global de mobilidade corporativa tem a estimativa de atingir US$ 140 bilhões em 2020 (Strategy Analytics: Global Mobile Workforce Forecast); 
  • A força de trabalho móvel deve atingir US$ 1,75 bilhão em 2020 e representar 42% da força de trabalho global (Business2Community: The Ultimate List of Enterprise Mobility Statistics); 
  • O número de usuários de smartphone no mundo deve chegar a 2,6 bilhões de pessoas em 2019 (Statista); 
  • Pelo menos 3 dispositivos são utilizados diariamente por um colaborador para o desempenho de suas atividades (Mitel); 
  • O número de dispositivos gerenciados nas empresas aumentaram 72% de 2014 a 2015 (Citrix).

Cada uma dessas estatísticas evidencia o fato de que a mobilidade corporativa está em franca ascensão, o que deve se manter por um bom tempo.

mobilidade corporativa


Como se preparar para essa tendência?

O primeiro passo é ter uma mentalidade aberta às novidades no ambiente de trabalho, o que será benéfico para ambas as partes e tende a resultar em uma melhor relação entre os colaboradores e os gestores.

Porém, para que a aplicação traga bons resultados, é importante usar as ferramentas e técnicas certas. Afinal de contas, o objetivo é evitar os erros que as empresas mais cometem com gestão de telefonia móvel.

Com essa mobilidade, os funcionários estarão mais felizes e satisfeitos, enquanto a empresa poderá obter melhores resultados e cortar custos, sem abrir mão da segurança e da eficiência no trabalho.

Portanto, estude as possibilidades, invista o que for necessário em infraestrutura e tecnologia e faça com que a mobilidade corporativa esteja presente em sua empresa para que todos se beneficiem dessa nova modalidade de trabalho.

O que achou das nossas dicas? Deixe nos comentários a sua experiência e aproveite para conhecer os demais serviços oferecidos pela Sumus, como a auditoria de contas e gestão de telecom!

assinatura

Queremos ajudar sua empresa também! Solicite, sem compromisso, seu orçamento.


Qual sua opinião sobre o assunto?