O que é cloud computing? Porque esse serviço cresceu 51,7% em 2017?

Entenda o que levou a computação em nuvem a crescer tanto em solo brasileiro e como aproveitar essa tecnologia

Quem sabe o que é cloud computing entende que ela está em franca ascensão.

De acordo com dados da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom), o cloud computing no Brasil cresceu 51,7% em comparação a 2016.

O número chama bastante a atenção, embora não seja de todo surpreendente, já que a tecnologia da nuvem está ganhando cada vez mais espaço, seja na vida pessoal ou profissional, com soluções que mudaram muita coisa em nosso dia a dia.

Confira outros números importantes a respeito dessa tecnologia, do que ela se trata, o que a levou a crescer tanto e como ela pode ser utilizada em seu cotidiano ou mesmo nas atividades da sua empresa.

 

O que é cloud computing?

Também conhecida como computação em nuvem ou simplesmente nuvem, a tecnologia é definida como a entrega de recursos computacionais sob demanda, através de aplicativos, centros de dados e sistemas informatizados, cujo funcionamento se dá através da internet.

Em um exemplo mais prático, quem sabe o que é cloud computing e deseja implantar um novo sistema em sua empresa pode optar por seu funcionamento na nuvem ao invés de adquirir um servidor físico.

A solução se mostra muito mais prática, eficiente e barata, já que comprar um servidor demanda um alto investimento, além de sua instalação, manutenção e operação, que são outros custos que podem pesar no orçamento.

A primeira referência de que se tem notícia sobre a computação em nuvem data de 1996, em um documento interno da Compaq.

Porém, o termo cloud computing se popularizou em 2006 com o Elastic Compute Cloud, produto da Amazon que foi um dos primeiros a utilizar a tecnologia.

Posteriormente, surgiram novos produtos baseados na nuvem, como Google App Engine (2008); OpenNebula, da Nasa (2008); Microsoft Azure (2010); OpenStack (2010) e IBM SmartCloud (2011), entre outros.

Porém, ainda que as pessoas já pudessem saber o que é cloud computing, seu uso ainda não era tão intenso como hoje, onde há uma série de produtos na nuvem que podem ser usados em nosso cotidiano, como o armazenamento de arquivos, editores de textos e apps de celular.

 

Quais são os números do cloud computing no Brasil?

Os números mostram um crescimento massivo, que ainda deve se manter por muito tempo, já que a tendência é de que mais pessoas utilizem essa tecnologia a cada dia que passa.

Além do crescimento de 51,7% de 2016 a 2017, existem outros indicadores muito interessantes, que mostram que a população sabe melhor o que é cloud computing a cada dia que passa e consome seus produtos e serviços com mais intensidade.

Em 2017, a receita da computação em nuvem no Brasil chegou a R$ 4,4 bilhões.

Estima-se que seu crescimento anual seja de 27% entre 2018 e 2021, e esse aumento foi projetado pela Brasscom nas diferentes aplicações da nuvem, que devem atingir os seguintes valores:

  • Nuvem pública: R$ 12,4 bilhões;

  • Software as a Service (SaaS, ou software como um serviço): R$ 12,3 bilhões

  • Platform as a Service (PaaS, ou plataforma como um serviço): R$ 4,3 bilhões

Já as chamadas empresas de TICs, que contemplam provedores de tecnologia da informação e comunicações, bem como a produção in house, como acontece em grandes bancos e centros de serviços, nuvem, software e hardware, produziram R$ 467,5 bilhões em 2017.

Com isso, ao aliar TI e Comunicações, o valor total chegou a R$ 195,7 bilhões, ao passo que a soma de TI com TI in house atingiu o patamar de R$ 238,9 bilhões.

Além de mostrar melhor o que é cloud computing e como ela impacta no Brasil, a Brasscom também levantou que os investimentos em transformação digital devem ser de R$ 249,5 bilhões entre 2018 e 2021.

No segmento de transformação digital, enquadram-se setores como Big Data, Analytics, Segurança da Informação e Internet das Coisas (IoT), sendo essa última a líder de investimentos, com expectativa de receber R$ 169,7 bilhões.

O cloud computing e a Revolução Industrial andam juntos e já podem ser vistos em vários países ao redor do globo, mas uma visão mais centrada no Brasil é interessante para compreender como o setor está por aqui.

 

Como aproveitar a computação em nuvem?

Além de ser um dos termos de TI que todo profissional da área deve saber, o cloud computing pode passar a ser utilizado hoje mesmo, através de uma série de soluções disponíveis no mercado, tanto para pessoas físicas quanto para empresas.

Softwares de edição de textos, planilhas e apresentações já fazem parte da rotina das empresas há anos, mas seu compartilhamento era mais complicado antigamente. Hoje em dia, basta criar um arquivo compartilhado e todos podem acessar e editar de onde estiverem.

O armazenamento de fotos, vídeos e arquivos também pode ser feito com a nuvem.

Vários serviços oferecem essa funcionalidade de maneira gratuita, ao passo que outros são cobrados e disponibilizam ainda mais espaço.

A tarifação em nuvem pode ser uma das melhores soluções para empresas, justamente pelos benefícios que oferece, principalmente o acesso remoto às informações de qualquer lugar, que inclusive pode ser feito por dispositivos móveis.

Logo, ainda que pareça uma solução um tanto quanto futurista, depois de compreender o que é cloud computing e como ele funciona, podemos perceber que essa tecnologia já se faz bastante presente em nosso cotidiano.

 

Computação em nuvem: uma forte tendência em todo o mundo

Toda tecnologia traz algumas incertezas em seu início, seja em relação ao funcionamento ou à sua adoção por parte das demais pessoas e empresas, o que também aconteceu com o cloud computing.

Algumas dúvidas ainda estão presentes na mente de muitas pessoas, principalmente aquelas que não têm tanto contato com a tecnologia, mas a tendência é de que essa adaptação aconteça de uma maneira natural e positiva.

Depois de entender o que é cloud computing e porque ela teve um crescimento tão massivo recentemente, pode ser a hora de adotar a tecnologia em sua empresa.

Afinal de contas, ela deve estar presente em quase todos os lugares em um futuro próximo, desde a gestão de telecom até o funcionamento de um celular.