Ligar para Sumus Clique para ligar 11 2847-1811 | 11 2364-2281
Facebook Sumus Google Plus Sumus Linkedin Sumus

Os desafios encarados por quem quer empreender nem sempre são fáceis, mas existem maneiras de melhorar a maneira de gerenciar

 

Sabemos que para obter sucesso no universo dos negócios, é preciso alinhar uma série de fatores que contribuem para o desenvolvimento e crescimento da sua empresa, que vão desde a escolha do segmento até a seleção dos colaboradores.

Em empreendimentos mais recentes no mercado, é comum que o gerenciamento seja feito pelo próprio dono da empresa, ou por seus sócios, que na maioria das vezes, ainda não está totalmente preparado para exercer as funções exigidas.

As atividades cotidianas, misturadas às obrigações enquanto gestores, de mediar e solucionar os problemas da organização pode atrapalhar no seu desempenho e provocar problemas para sua instituição.

Uma gestão empresarial eficaz garante que os processos sejam realizados da melhor maneira e que as decisões ocorram de maneira consciente e eficaz. Para isso acontecer, existem alguns erros que devem ser evitados:

 

Falta de Planejamento

Pensar em estratégias e planejar as ações da sua empresa antes de executá-las, é um passo fundamental para qualquer negócio dar certo.

Isso implica em preparar todo um planejamento estratégico para coordenar a maneira como o seu trabalho e o de seus colaboradores vai ser realizado para alcançar os objetivos esperados pela instituição.

Essa ferramenta está diretamente ligada com os pilares da administração, que são: planejar, organizar, dirigir e controlar, portanto, faz-se fundamental no cenário corporativo.

Ações descoordenadas e sem qualquer planejamento, podem resultar na falta de respaldo quando uma eventualidade aparecer.

Além disso, estabelecer um planejamento estratégico permite que você avalie os resultados alcançados e consiga mensurá-los para futuras comparações.

 

Não Separar o Pessoal do Empresarial

É muito comum encontrar empresas recém-colocadas no mercado sejam compostas por pessoas amigos ou familiares do empreendedor.

Por um lado, existem alguns pontos positivos na presença das pessoas mais próximas dentro da organização, como: o ambiente torna-se mais descontraído, é possível realizar críticas mais abertamente e aumenta o convívio com pessoas que você gosta.

Entretanto, os pontos negativos se sobressaem quando o assunto é família dentro do âmbito corporativo.

Apesar da proximidade, ter alguém com quem você tem muita intimidade, pode gerar dificuldade na hora de separar o racional do emocional.

Isso afeta não só na tomada de decisões, mas também na forma como o gestor lida com as questões relacionadas a trabalho.

Além disso, quando o ambiente torna-se familiar demais, é comum que as finanças pessoais misturem-se com as finanças da empresa, o que pode prejudicá-la financeiramente.

É necessário realizar a divisão a fim de evitar que isso aconteça. Deve-se estipular uma quantia destinada aos seus serviços enquanto dono e gestor da empresa, colocados em contas bancárias separadas.

Planejamento de Estratégia Gestão Empresarial

 

 

 

Falta de Profissionalismo


Quando se é um bom patrão para seus funcionários, é comum que se confunda essa relação com a amizade e isso pode lhe causar problemas no futuro.

Isso acontece, devido ao convívio diário, que em muitos casos é maior do que com a própria família.

Quando ocorre esse tipo de situação, os colaboradores sentem-se íntimos o suficiente para realizar brincadeiras fora de hora, comentários sobre sua vida pessoal e até mesmo abusar das ocasiões, com faltas e atrasos injustificados.

Para desviar-se destes comportamentos, deve-se deixar bem claro as relações hierárquicas da instituição, evitando expor sua vida pessoal para os colaboradores.

Por outro lado, não comunicar-se com a sua equipe, pode passar uma impressão errada a seu respeito, criando antipatia com seus funcionários.

É importante manter uma boa relação profissional, com diálogos de incentivo e motivacionais.

Não Controlar o Fluxo de Caixa

O fluxo de caixa permite que você controle todas as movimentações financeiras da empresa, possibilitando monitorar a entrada e a saída do dinheiro.

Com isso, é possível mapear onde estão suas maiores despesas e seus maiores lucros, investindo em ações diminuição de custos e potencialização de serviços lucrativos.

Além disso, o fluxo de caixa, também ajuda a identificar o potencial de investimento do seu negócio, uma vez que ele te auxilia no gerenciamento das finanças.

 

Não se Aprofundar no Mercado

Conhecer o mercado em que está atuando é fundamental no mundo corporativo e tornar-se um especialista no que diz respeito a isso pode ser o diferencial da sua empresa.

É necessário que você esteja por dentro de tudo que acontece, relacionado a processos, operações e principalmente o que a concorrência está fazendo a respeito.

Observar as ações do seu concorrente te ajuda a identificar e potencializar os seus serviços. Deve-se levar o seguinte questionamento: o que a concorrência tem de melhor? E quais ferramentas ela utiliza para isso?

A partir daí é possível criar soluções que te diferenciem dos demais, pois é isso que os clientes priorizam na hora de escolher uma empresa, seja qual for o segmento.

Questões mercadológicas, como: preço de produtos e serviços e locais de distribuição, por exemplo, também poderão ser analisados, com base nos resultados alcançados pela pesquisa.

Gerenciar uma empresa ou até mesmo uma equipe é um desafio complexo e que exige do profissional dedicação e comprometimento.

Determinados processos, como controle de fluxo, ou o gerenciamento de pessoas, podem tornar-se mais fáceis quando se conhece a maneira correta para solucionar os problemas do seu empreendimento.

assinatura


Qual sua opinião sobre o assunto?