Gestão financeira

11 maneiras de fazer gestão financeira com criatividade

11 maneiras de fazer gestão financeira com criatividade

Saiba como buscar novas alternativas para fazer com que o seu negócio se diferencie da concorrência

A preocupação com a gestão financeira é uma tarefa que tira o sono de muitos gestores. Muitos vivem em busca de uma solução definitiva, que vai resolver os problemas da noite para o dia, mas infelizmente milagres não existem no mundo dos negócios. O que funciona é muito trabalho e ficar atento a alguns conselhos básicos que podem fazer a diferença nas suas finanças. Nesse artigo, listamos 11 maneiras de fazer gestão financeira com criatividade e que podem ajudar você a economizar alguns reais no final do mês.

Gestão financeira

1 – Faça testes

Muitos gestores veem uma empresa adotando uma determinada regra e, sem pensar duas vezes, incorporam aquela metodologia como se fosse verdadeira também para a sua realidade. Nem sempre isso funciona. Empresas diferentes têm realidades diferentes e precisam de modelos de gestão distintos. Antes de sair comprando qualquer ideia, faça testes e mensure os resultados.

2 – Invista em tecnologia

Para quem ainda duvida que a tecnologia é uma ferramenta importante, esse é um ponto em que não há mais o que se discutir: o investimento em tecnologia faz com que sua empresa possa manter o foco naquilo que realmente importa; o foco do seu negócio. Assim, considere sistemas de automatização e formas mais inteligentes de gestão, como forma de acelerar o desempenho de metodologias de contas a pagar e receber.

3 – Busque novas metodologias

Participar de congressos, feiras e seminários bem como estar de olho em novas ferramentas que são lançadas a cada dia no mercado é imprescindível. Sempre há alguém em busca de uma metodologia capaz de tornar gestão do seu negócio mais fácil, de forma que tudo o que você precisa fazer é ter conhecimento de que essas ferramentas existem. Acredite, a solução para o seu negócio já foi inventada, você só precisa descobrir qual é.

4 – Mantenha as suas finanças organizadas

Um dos benefícios trazidos pela tecnologia é a facilidade de organizar as informações financeiras. E isso é essencial para que você tenha sucesso na gestão financeira do seu negócio. Mantenha pessoal qualificado para controlar informações como esse e não relegue a segundo plano a importância de um sistema organizado de contas a pagar e receber.

5 – Antecipe os recebíveis se for necessário

Quando pegamos um empréstimo em um banco, há um custo por essa operação. Os juros nada mais são do que um pagamento pelo direito de ter em mãos um dinheiro que você não tem naquele momento, mas terá em longo prazo. Muitas vezes, a solução de longo prazo pode estar nos seus recebíveis, uma moeda de troca com juros menores a ser negociada com seu agente bancário. Ter uma noção exata de quais são eles pode fazer, portanto, que você economize um bom dinheiro.

6 – Aprenda com seus erros

Você se lembra que no começo desse texto falamos sobre a importância da realização de testes? Pois da mesma forma que você deve utilizá-los para entender aquilo que é melhor para a sua empresa, é preciso aprender com seus erros para evitar repeti-los no futuro. Muitas empresas acompanham certas “modas”, apenas porque veem os concorrentes embarcando, mas sem planejamento ou sem saber se, de fato, aquela é uma boa ideia. Mantenha o foco na sua especialidade e se for fazer uma transição, faça de forma gradual.

7 – Aprenda a cortar gastos

Gestão financeira

Gerir é uma empresa é se especializar na arte de cortar despesas. Um dos itens que mais apresenta disponibilidade para economia é a gestão de telecom ou, mais precisamente, a sua conta telefônica. É grande o número de empresas que têm planos cujas franquias são subutilizadas. Além disso, a falta de políticas claras de uso da telefonia pode fazer com que os seus colaboradores se sintam mais livres para gastar como bem entenderem.

8 – Adote gestores tarifários

Ainda falando sobre telefonia, há outras duas soluções que podem fazer com que haja economia no final do mês. A primeira delas é a adoção de um gestor tarifário, sistema responsável por fazer um registro de todas as ligações realizadas. A ideia é que você consiga traçar um panorama de quanto cada setor gasta e possa agir diretamente nele. Além disso, essa solução permite ainda fazer uma auditoria nas contas telefônicas, reduzindo os gastos por cobranças indevidas em até 30%.

9 – Reduza os custos com papel

Vivemos em um mundo cada vez mais digital e não há motivos para que tenhamos que imprimir qualquer e-mail que chega na nossa caixa de entrada. Usar documentos digitais, além de ser mais prático, faz com que haja economia de tempo e de uso de papel. Além de ser uma medida que impacta nas finanças, essa é também uma forma de demonstrar preocupação com o meio ambiente, não consumindo recursos desnecessários.

10 – Não descuide de tributos e obrigações trabalhistas

Isso não deveria acontecer, mas muitas empresas deixam de lado o pagamento de tributos e de obrigações trabalhistas por esse ser um dinheiro já disponível. Há quem diga, inclusive, que não há problema em “atrasar alguns dias”. O fato é que esse é um comportamento perigoso e que pode colocar a sua empresa em maus lençóis. Multas e juros incidentes, por exemplo, pode representar uma parcela importante do seu dinheiro, gasta de forma desnecessária.

11 – Não trabalhe apenas pelo dinheiro

Esse conselho é subjetivo, mas na prática todos os dias vemos empresas sucumbindo por conta disso. Obviamente, toda empresa visa lucro em seu negócio, mas o pensamento não deve ser única e exclusivamente no dinheiro. Uma empresa é composta pelos seus funcionários e têm um papel importante na sociedade. Todos eles, de alguma forma, são impactados pela sua decisão. Portanto, é fundamental que suas ações tenham como objetivo sempre criar o melhor ambiente possível para todos.

assinatura

Queremos ajudar sua empresa também! Solicite, sem compromisso, seu orçamento.


Qual sua opinião sobre o assunto?